Diário de Leitura #1

O que estou lendo

Esta é uma categoria nova no blog que resolvi criar para controlar melhor minhas leituras e ver meu desempenho. Eu anotava sempre num caderno, dia a dia, mas achei melhor criar um post semanal por aqui. Vou postar o que estou lendo ou o que acabei de ler e algumas vezes criar metas como incentivo.

Minhas leituras atuais:

Sandman: Página 79 – Sonhe um breve sonho comigo
Somente dois comentários: Ansiosa para o encontro de Morpheus com John Constantine e, mais ainda, para conhecer sua irmã mais nova, a Morte.

Fábulas: Revista número 51
No fim do incrível “capítulo 50″ teve apenas um agradecimento aos leitores, então não faço ideia do que vem a seguir. Só posso dizer que Fábulas não me decepcionou em nenhum momento até agora.

Olhos de Cão Azul
É um livro que reúne onze contos escritos pelo genial Gabriel García Márquez. Comecei a ler na auto escola um dia desses, mas li pouquíssimas páginas. Então pretendo recomeçar essa semana. Ler desde o início e talvez até terminar logo, já que é um livro curto.

Os Miseráveis: Página 76
Comecei a ler no mês passado, mas logo parei. Apesar de estar adorando, Os Miseráveis é um livro imenso, ou seja, ruim de carregar na bolsa; e que requer muito da minha atenção, então não consigo ler ele e outro livro junto, mas abril vai ser o mês dele. Pretendo me dedicar a leitura.

Trechos de Livros #1

“Não tenhamos receio de ladrões e de assassinos. São muito pequenos os perigos exteriores. Devemos ter receio é de nós próprios! Os preconceitos e os vícios é que são os verdadeiros ladrões e os verdadeiros assassinos! Os maiores perigos são os que se acham dentro de nós mesmos. Que importa que a nossa cabeça ou a nossa bolsa esteja ameaçada? Não devemos temer senão o que nos ameaça a alma!”

Os Miseráveis – Victor Hugo

U095018

Livro: Memória de Minhas Putas Tristes

Memória de Minhas Putas TristesÀs vésperas do seu aniversário de 90 anos, um solitário e triste jornalista decide dar-se de presente uma noite de amor com uma jovem virgem. O que a princípio era apenas desejo, torna-se a razão de seu viver após apaixonar-se pela primeira vez.

A sinopse do livro me assustou bastante, mas Gabriel García Márquez com toda sua genialidade trata das memórias de um idoso, de profundos assuntos da idade avançada e de toda forma de amor com tamanha delicadeza que nos faz refletir a cada virada de página. Pena que nem tudo são flores ou nem todos são como Cem Anos de Solidão.

Sou fã do autor, mas em Memória de Minhas Putas Tristes ele não me ganhou. É um bom livro, mas ao pegar a obra de um dos meus autores favoritos, que pode ser facilmente lida em um dia e acabo deixando para terminar no próximo, posso afirmar que isso significa que ele não me agradou tanto assim.

“O sexo é consolo que a gente tem quando o amor não nos alcança”

Ele trata de assuntos delicados como ninguém. Sua escrita me segura e me faz querer sempre mais, mas infelizmente algumas situações neste livro não fluíram tão bem para mim. Não é um livro erótico nem nada parecido. Trata-se de muito mais. Uma bela reflexão sobre a velhice e a solidão, mas ainda assim o princípio não deixa de ser um velho homem desejando uma garotinha, certo? Sim, garotinha. 14 anos! Entre outras bizarrices que não me deixaram a vontade com a leitura.

Outro ponto que me incomodou bastante é que Gabriel García Márquez é um escritor absurdamente singular, mas em Memória de Minhas Putas Tristes não consegui sentir a sua essência que é sempre tão presente em cada pedaço de suas obras. Ao pegar um livro dele dá pra reconhecer de forma rápida que ele é o autor, há muita familiaridade na sua escrita e obras, coisa que não senti ao ler este, e acabou por me fazer uma enorme falta. Não estou dizendo que é um livro de todo ruim, mas até agora este foi o que menos me agradou.

♥♥♥

Tag: Conhecendo a blogueira

019

Fui convidada pela queridíssima Luma Kimura a participar desta tag. Demorei um pouquinho a responder, mas aqui está. =)

As regras da brincadeira: relatar 11 fatos sobre si, responder 11 perguntas, fazer 11 perguntas e marcar 11 pessoas para respondê-las. Vamos começar.

11 fatos sobre mim

1 – Não consigo ler no ônibus. Gostaria muito, tentei algumas vezes, mas não dá. Só de ler uma frase fico com dor de cabeça e enjoada. Não consigo mexer nem no celular, pois me dá o mesmo problema, o que é uma pena, já que demoro cerca de 1 hora para chegar a faculdade. Como é uma hora em que eu não consigo fazer o que gostaria, aproveito para pensar na vida, projetos e dia a dia.

2 – Sou a louca das listas! Faço lista de tarefas do dia e lista de tarefas a serem executadas na semana; lista de compras do supermercado e lista de compras do que preciso para o mês; lista de tarefas da casa e da faculdade, entre outras.
Listas, listas e listas! Sem elas eu não consigo ter um dia produtivo, ou, mesmo que tenha, não fico com aquela sensação de dever cumprido, sabe?

3 – Trabalho no financeiro de uma empresa de informática e curso faculdade de design. Nada a ver, pois é. Ainda estou no segundo período, cursei 4 períodos de jornalismo anteriormente. Estou apaixonada pelo curso de design e desisti do jornalismo por achar que o bom jornalismo morreu. A meu ver, hoje em dia tudo é publicidade. Ou quase tudo. Enfim, escolhei design por ter familiaridade com as ferramentas e por já ter feito alguns trabalhos.

4 – Não gosto de pentear o cabelo. Costumo fazer isso somente quando lavo, o que costuma ser dia sim e dia não, mas se tiver aquele calor de 50 graus do Rio de Janeiro lavo todo dia mesmo.

5 – Choro à toa ao assistir filmes/séries ou ler livros. De filme, O Rei Leão é o trauma da minha vida. Só assisti o primeiro e nem em sonho assisto os outros. Só de ver a capa do filme, ouvir a música ou ver imagens fico triste. Quanto aos livros, o maior culpado é Um Dia do autor David Nicholls. Ok, não é o livro mais triste do mundo nem nada, mas eu me identifiquei com a história e principalmente com a personagem principal, a Emma. Então, quando veio aquele final inesperado, tive que ler várias vezes o mesmo trecho para acreditar no que tinha acontecido. Não conseguia parar de chorar e ficava tomando cuidado para não molhar o livro, ao mesmo tempo estava com raiva e inconformada, queria acabar de ler na esperança daquilo ser mentira, mas também queria largar o livro com medo daquilo ser verdade. Em resumo, fiquei muito triste.
É horrível quando você se identifica tanto com um personagem e chega a se colocar no lugar dele. Isso me faz lembrar até uma frase que vejo muito por aí: Às vezes você lê um livro, às vezes ele lê você.

6 – Eu gosto de ficar sozinha. Este número 6 me lembra de um dos fatos da Luma em que diz basicamente isso.
Não tenho aquela necessidade de estar sempre cercada de gente, online todo o tempo, digamos assim. Tenho meu namorado e amigos, saio quando tenho/quero sair, mas sempre priorizando minha tranquilidade, meu trabalho e estudos. Posso passar muitos dias em casa numa boa.

7 – Não bebo refrigerante. Não é por dieta, estética nem nada parecido. Simplesmente não gosto.

8 – Odeio calor, ou seja, viver no Rio de Janeiro é perturbador para mim. Praia e sol não me animam, o que não significa que eu não vá. Meu namorado é o oposto, ama praia, então o acompanho sempre que posso, mas embaixo da barraca e com um livro, claro.
A última vez que fui tive insolação. Posso te afirmar que não foi a melhor das experiências. rs
Bom, praia a noite é outra coisa, muito amor.

9 – Tenho TPM das brabas. Choro por tudo e fico com raiva por nada. Sinto vontade de ficar em casa deitada e comendo chocolate como se não houvesse amanhã. E olha que eu prefiro salgado à doce, mas essa TPM me deixa doida.

10 – Prefiro escrever a digitar. Uso agenda de papel, faço listas no papel, estou rascunhando esta tag no papel… Enfim, amo a tradicional combinação papel e caneta. Funciona muito mais pra mim. Já experimentei alguns aplicativos, mas não funcionaram bem. No máximo, o Google Keep como caixa de entrada.

11 – Sou frustrada com a língua inglesa. Ouço e consigo entender perfeitamente bem. Filmes e séries não são um problema pra mim. Já a minha leitura é mais ou menos e a escrita é a pior de todas, tenho dificuldades. Tento sempre me organizar para me dedicar e aprender, mas nunca consigo. Planejei agora para o ano de 2016, já que neste estou fazendo auto escola. Vamos ver. Uma hora vai! rs

Perguntas da Luma

1 – Se você pudesse voltar 10 anos no tempo e dar um único conselho a você mesmo, que conselho daria?
Eu diria que algumas dores são bobas e passageiras; que o que está nos fazendo sofrer hoje, pode nos fazer dar boas risadas amanhã. Mas que outras dores são para sempre, você só tem que aprender a lidar com elas. Ah, e que saudade nunca acaba, que essa sim dói pra caramba.

2 – Que cineasta você escolheria para dirigir um filme sobre sua vida?
Essa foi a pergunta mais difícil para mim. Adoro assistir filmes, mas não sou muito ligada aos detalhes por trás das telas. Claro que conheço e admiro alguns, mas quem vai querer que o filme da sua vida seja dirigido pelo Tarantino, por exemplo? Não eu, obrigada. rs E pelo Michael Bay? Bom, nada de explosões na minha vida, por favor. rs Creio que devo conhecer somente os mais famosos. Dei uma pesquisada e não sei se é justo, mas escolhi este diretor somente por um filme dele, o Em Busca da Terra do Nunca. Escolhi o Marc Forster pela delicadeza com que fez e tratou as situações e os personagens. Esse filme é um dos meus preferidos da vida, então pela doçura, sensibilidade e pureza nele encontrada, eu gostaria que ele dirigisse o filme da minha vida.

3 – E qual músico/banda seria perfeito para a trilha sonora desse filme?
Chico Buarque, sem dúvidas.

4 – Quem foi a sua primeira paixão platônica?
Nick Carter – Backstreet Boys. E não é que ele conseguiu ficar ainda mais bonito com o passar do tempo?

5 – Como você descreve seu estilo para se vestir?
À vontade. Gosto de blusas larguinhas e calças que não me apertem. Tênis e chinelo são os mais confortáveis para mim, mas uso sapatilhas também. Salto alto é raro, somente em festas.

6 – Você tem um “amuleto”? Algum objeto que lhe dê sorte, a sensação de segurança?
Não tenho. Nunca tive. Achei isso curioso até, mas creio que não é pra mim mesmo. Não costumo me prender muito a objetos.

7 – Se você pudesse passar uma semana fazendo turismo em uma outra época, quando e onde seria?
Período regencial. Sim, foi um período difícil, mas pra passar somente uma semana seria ótimo! Esta minha resposta se deve a Jane Austen. Não tenho culpa se ela despertou em mim a vontade de usar aquelas roupas, andar de carruagem e até mesmo participar dos bailes. Sei que a realidade era outra, mas como todo período tem seu lado bom e ruim, acho que valeria a experiência.

8 – Cite uma característica que as pessoas lhe atribuem como um “defeito”, mas que no fundo você gosta ou de que se orgulha.
Ser quieta. Quantas vezes já ouvi “ai, você é tão quieta!” com um tom de desaprovação ou inquietação. O que essas pessoas não sabem é que eu aprendi muito mais ouvindo/ficando quieta do que falando.

9 – Descreva um dia perfeito pra você.
Meu dia perfeito é fácil de descrever, pois só precisa conter: dormir, tomar banho, ler, comer, ser produtivo e alegre. E, claro, frio! Porque calor não dá! Em resumo, um dia de descanso em que posso me dedicar a mim e a meus hobbies, já que com a correria do dia a dia fica tão difícil.

10 – Um vício que você gostaria de largar.
Livros. É o meu único vício, na verdade. Amo ler e amo ter livros por perto, mas a verdade é que é tão ruim estar doida pra comprar algum e não poder. Ou então comprar e não conseguir dar conta de tudo que comprou, principalmente por não parar de comprar. Viu? Me deixa ansiosa só de explicar. rs

11 – Me mostra a sua letra manuscrita?

Letra

 Minhas 11 perguntas

 1 – Se pudesse voltar no tempo, voltaria?

2 – Do que tem medo?

3 – Se pudesse realizar um sonho em 2015, qual seria?

4 – Quais são seus hobbies?

5 – Como você faz para se organizar no dia a dia?

6 – Quais são os seus livros favoritos?

 7 – Qual o pior dia da semana pra você?

8 – Cite 5 coisas que mais detesta.

9 – Cite 5 coisas que mais gosta.

10 – O que gostaria de tirar ou acrescentar na sua rotina?

11 – Como seria um dia perfeito pra você?

Convidadas

Meninas, convido vocês a participarem desta tag, mas aproveito para pedir desculpas caso já tenham respondido ou caso este tipo de post não as agradem muito. Fiquem à vontade. E se já tiverem respondido não esqueçam de me enviar o link.

1 – Gabi
2 – Jeh Asato
3 – Raffa Fustagno
4 – Maria Clara
5 – Mariana Paixão
6 – Camila
7 – Dominique
8 – Juh Sutti
9 – Ingryd Lessa
10 – Luiza
11 – Aninha